TAXA DE SEMEADURA PARA FORMAÇÃO DE PASTAGEM

Um dos principais pontos a ser observado pelo produtor e/ou técnico na semente a ser comprada é em relação ao valor cultural da mesma (VC), além, é claro da idoneidade da empresa a ser negociada a mesma.

O Valor cultura de um lote de semente é calculado multiplicando a porcentagem obtida no teste de pureza pela porcentagem no teste de germinação e dividido o resultado por 100. O valor assim obtido constitui a base fundamental para o calculo da taxa de semeadura, que iremos ver a frente. O que é importante frisar é que quanto maior for o VC da semente maior será sua germinação no campo e consequentemente sua pureza, ou seja, menos terra, areia, ovos de cigarrinha, ovos de lagarta, entre outros, você estará levando para sua propriedade.

Muitas vezes o produtor assusta com o preço da semente com alto VC comparada com uma semente de VC mais baixa, ou seja, a que ele produtor na maioria das vezes sempre utilizou, porém a conta não pode ser observada apenas pelo kg do produto (semente) e sim pelo valor investido por hectare (ha), sendo que uma semente com maior VC a dose de semeadura será menor.

Existe uma tabela com as principais gramíneas utilizadas e qual deve ser a dose de semente pura viável que deve ser jogada no campo.

Forrageiras Taxa de semente (kg/ha SPV*)
Andropogon 2,5
B. brizantha 2,8
B. decumbens 1,8
B. humidicola 2,5
B. ruziziense 2,0
P. notatum 1,5
Tanzânia 1,6
Tobiatã 2,5
Mombaça 1,6
*SPV = semente pura viável

Sendo assim, a conta para calculo da quantidade de semente a ser aplicada no campo é:

SPV x 100/VC
Onde, SPV é semente pura viável que o valor de cada forrageira está na tabela e o VC é o valor cultural do lote de semente que você está comprando. Vamos imaginar que estamos plantando braquiarão, ou seja B. brizantha, portanto o SPV deve ser de 2,8 e o VC da semente que estamos comprando é de 50%, substituindo os valores ficaria da seguinte forma.

2,8 x 100/50 = 5,6 kg de semente pura viável/ha
Porém essa ainda não é a dose a ser aplicada no campo, pois é preciso fazer a correção de acordo com a forma que iremos aplicar. Existem três níveis de correção de acordo com o nível tecnológico a ser feito o plantio:

a) Condições Perfeitas: Onde o plantio será feito em plantadeiras especificas para pastagem. Nesse caso o fator de correção é multiplicar por 2;

b) Condições Medianas: Onde o plantio será feito em plantadeiras a lanço, neste caso o fator de correção é multiplicar por 3;

c) Condições Adversas: Onde o plantio será feito por avião, neste caso o fator de correção é multiplicar por 4;

Seguindo o exemplo que estamos dando, vamos imaginar que o plantio será feito com um implemento que joga a semente a lanço, então pegaríamos os 5,6 kg de SPV e iremos multiplicar por 3, ou seja a taxa de semeadura será de 16,8 kg de semente/ha.

É importante você simular com diferentes níveis de VC e os respectivos preços o que será mais rentável, sempre levando em consideração o preço do kg da semente e a taxa final de semeadura.

Seguindo esse passo a passo com certeza você terá um bom sucesso na taxa de
semeadura da formação da sua pastagem.


Autor: Mateus Contatto Caseta – Zootecnista Sócio/Diretor Contatto Consultoria Ltda
Data: 30/08/2016

Tags :